Sex 15 mar - 19h às 20h30Conferências Eutopos
A beleza não pode nada, a beleza pode tudoMartim Sousa TavaresMaestro e Diretor Artístico

O que pode a beleza perante um mundo que se desagrega à frente dos nossos olhos? Que força tem, ou gostaríamos que tivesse, um objeto belo quando confrontado com a infâmia do dia-a-dia? O que importa a beleza a quem não a procura? 

A beleza, por si só, não pode muito nem faz muita falta. Ao mesmo tempo a beleza, em nós, pode tudo e é indispensável à felicidade individual e coletiva. 

A partir da experiência como músico e diretor artístico, aplicando música clássica a centenas de palcos que vão de algumas das mais remotas aldeias portuguesas à discoteca Lux Frágil ou às principais salas nacionais, Martim Sousa Tavares partilha uma súmula de aprendizagens e descobertas sobre o lugar e o papel da beleza enquanto ferramenta para aproximar aquilo que está longe. 

 

Martim Sousa Tavares 

Formado em ciências musicais e direção de orquestra entre Lisboa, Milão e Chicago, Martim Sousa Tavares tem 32 anos e dirige a Orquestra Sem Fronteiras, a Orquestra do Algarve e o Festival de Sintra. Através de mais de duzentos programas escritos e apresentados por si na televisão, na rádio e em podcast, tem sido uma voz ativa na aproximação de novos públicos à música clássica. Atualmente assina um podcast semanal no Observador e é curador do ciclo “Atravessar o Fogo”, a decorrer no CCB. 

 

Conferências Eutopos

A busca por um bom lugar, ou por um eutopos, serviu de motivação à Brotéria para toda a sua atividade ao longo do último ano. Acreditamos que essa inquietação não está esgotada. Pelo contrário, há ainda muito bem escondido para mostrar, muitas vidas desconhecidas para revelar, muitos projetos transformadores para partilhar. Vivemos num mundo acidentado, onde o progresso é lento, mas onde o bem se constrói e onde a esperança se torna visivelmente concreta.    

No primeiro trimestre do ano apresentamos três conferências sobre três topoi nos quais o bem e o que é bom se podem revelar: biografias de personalidades femininas que passaram praticamente despercebidas no seu tempo, a busca pela relevância dos livros numa realidade altamente tecnológica e a procura da beleza através da música. 

 

 

Local: Brotéria
Duração: 1h30
Gratuito